Alimentos para evitar a Constipação Intestinal

Alimentos para evitar a Constipação Intestinal

A constipação intestinal também conhecida como prisão de ventre, intestino preso, obstipação mais conhecida como prisão de ventre é um problema que atinge uma parcela considerável da população brasileira. A constipação é caracterizada pelo número de evacuações inferior a três vezes em uma semana. Sem dúvidas, a prisão de ventre está associada a diversos outros fatores, como a velocidade do metabolismo e até mesmo a sensação de constipação, quando está mais difícil de evacuar. A pessoa que sofre com esse problema, geralmente possui fezes duras ou dificuldade de evacuar, sentindo dor. O inchaço e dor abdominal são os sinais percebidos em um primeiro momento, com o passar do tempo outros sinais começam a surgir como: mal humor, irritabilidade, cansaço, pele oleosa e gases. Em longo prazo a constipação intestinal pode contribuir para o aparecimento de doenças mais graves como apendicite, câncer de cólon, obesidade e diabetes. Para saber a causa da constipação intestinal é indicada uma consulta médica acompanhada de exames laboratoriais. Hábitos errados como a má alimentação, sedentarismo e estresse são os principais causadores do problema da constipação intestinal, conhecida como prisão de ventre, o consumo excessivo de alimentos industrializados e uma dieta pobre com pouca ingestão de fibras e água contribuem para a ocorrência da prisão de ventre. Pequenas mudanças de hábito e a inclusão de alguns alimentos na dieta podem fazer uma diferença e tanto. Segue alguns alimentos que irão ajudar.

Fibra
O primeiro mandamento da dieta para ter um intestino saudável, é que ela seja rica em fibras. O consumo equilibrado de fibras é a chave para uma alimentação anticonstipante e deve ser prioridade na mesa de quem quer estar de bem com o intestino e ter uma vida mais saudável. As fibras, principalmente as insolúveis têm propicia o aumento do bolo fecal acelera o tempo de trânsito intestinal, prevenção de constipação intestinal, retenção de água (a fibra se liga a molécula de água, deixando as fezes macias). Boas fontes de fibras insolúveis são verduras, farelo de trigo, cereais, soja e grãos integrais.

Água
Aumente o consumo de água. Consuma no mínimo de 8 a 10 copos por dia. A ingestão de água hidrata e amolece o bolo fecal, levando à redução do seu peso, facilitando o trânsito intestinal e a expulsão das fezes. É importante beber mais água especialmente quando você aumenta a ingestão de fibras em sua dieta.

Frutas
Principalmente as que se podem ser consumidas com casca e o bagaço, tem um efeito bastante benéfico ao nosso intestino. Algumas frutas possuem um efeito direto sobre a mucosa intestinal ajudando os movimentos peristálticos como laranja, acerola, ameixa preta seca, mamão, abacaxi, banana, kiwi, uvas, abacate entre outras.

Verdura e Legumes
Berinjela, cenoura, abóbora, abobrinha, beterraba, alface, rúcula, agrião, chicória, radicchio, almeirão, repolho etc. Todos esses vegetais contêm fibras que aumentam o volume das fezes. Os que puderem ser ingeridos crus é melhor, já que apresentam maior quantidade de fibras quando comparado à esses vegetais cozidos, refogados, assados ou fritos.

Lembre-se
O tratamento para a prisão de ventre deve ser diário. Não podemos falar de fibra sem falar da água, senão o efeito que terá será totalmente o oposto, portanto invista no consumo de água, tome ao longo do dia, mesmo sem sentir sede. Basta adicionar uma pequena quantidade de legumes e verduras, e ter como sobremesa uma fruta, para que esta refeição seja balanceada e contenha uma boa quantidade de fibras, facilitando o trânsito intestinal. Você sentirá o quanto seu corpo funcionará melhor, inclusive seu intestino e não se esqueça de praticar exercícios físicos, como caminhar, nadar ou andar de bicicleta que estimula os músculos dos intestinos.