Chá verde Emagrece? Conheça os seus benefícios

Os benefícios do chá verde para a saúde são indiscutíveis. Dúvidas com chá verde emagrece? Ou como fazer chá verde com gengibre? São muito comuns…

Os benefícios do chá verde

O chá verde, além de proteger o organismo contra várias doenças, o consumo regular da bebida ajuda a eliminar toxinas, a emagrecer e a ter mais disposição física.
Mas, para aproveitar todas as suas propriedades medicinais, é muito importante saber como preparar o chá verde para aproveitar todas as suas propriedades medicinais.

De que adianta conhecermos os benefícios do chá verde se não sabemos preparar não é mesmo?

A seguir vai aprender como fazer chá verde que emagrece e lhe ensinarei também um delicioso chá verde com gengibre

Na hora da compra

A primeira informação que você deve saber é que o chá verde é preparado com as folhas de uma planta chamada Camellia sinensis. Por isso, quando for comprá-lo pronto, em caixinhas, verifique as informações do rótulo e confira se está levando para casa o verdadeiro chá verde.
Se optar por folhas secas, vendidas em feiras e em casas de produtos naturais, prefira as verdinhas, que são as mais novas.

Modo de preparo do chá

A maneira mais indicada de preparar o chá verde é por infusão, ou seja, primeiro você esquenta a água, desliga o fogo para, só depois, adicionar a planta. Tampe e deixe abafado de 2 a 3 minutos. Coe e tome em seguida.

O segredo do modo de preparo está exatamente em saber o momento  em que colocar a erva na água. Isso porque o chá verde não pode ser fervido, senão corre-se o risco de ficar muito forte e perder parte de suas propriedades medicinais. Assim, desligue o fogo antes de surgirem as primeiras bolhinhas na água.

Quantidade certa

A quantia ideal de chá verde para  1 litro de água é de 1 a 2 colheres (sopa). Para 1 xícara (chá), 1 colher (chá) rasa é o suficiente.

Se você achar o sabor do chá um pouco amargo, experimente misturá-lo com outras ervas. As mais indicadas são erva-cidreira, erva-doce, capim-limão e camomila.

Você também pode misturá-lo a sucos de frutas naturais ou, então, salpicar canela em pó. Opções não faltam para deixá-lo ainda mais saboroso.

Contra-indicações

O chá verde não é recomendado para diabéticos e hipertensos. Como dificulta a absorvição de ferro pelo organismo, também não é indicado para grávidas e crianças. Por ter cafeína em sua composição, que tem insônia deve evitar seu consumo. Em grandes doses, pode provocar acidez no estômago, principalmente em pessoas que já possuem problemas gástricos.

Conheça os diferentes tipos de chá verde existentes

A erva é uma só: Camellia sinensis. Mas a forma como essa planta é processada garante a variedade do chá verde. São nove tipos diferentes, cada um com uma característica particular de cor e sabor, porém, todos eles com inúmeros benefícios para a saúde. Confira.

Sencha: É o chá verde mais consumido no Brasil. Possui um sabor bastante forte, é bem perfumado e a cor verde é acentuada.

Bancha: Com uma coloração amarelada, essa variedade do chá verde é rica em substâncias chamadas catequinas, que bloqueiam as alterações celulares responsáveis por desencadear tumores. Seu sabor é adocicado.

Genmaicha: É o resultado da mistura de grãos integrais de arroz torrado com o tipo sencha ou bancha. Por causa da mistura, seu sabor é menos amargo e mais próximo aos de cereais torrados.Tem coloração dourada.

Gyokuro: Possui aroma acentuado, porém é menos amargo que o chá verde que conhecemos no Brasil. Seu preço é bastante elevado, pois suas folhas e talos são selecionados e colhidos à mão. Dessa forma, seu consumo é indicado somente em ocasiões especiais.

Houjicha: De cor avermelhada, essa variedade é obtida a partir das folhas e talos torrados da Camellia sinensis. Como possui pouca quantidade de cafeína, pode ser consumido por crianças e idosos. É bastante saboroso, ainda mais se estiver gelado.

Konacha: Tem gosto amargo bastante acentuado. Normalmente, é comercializado em pó ou saquinhos.

Kukicha: Com sabor suave e refrescante, seu consumo é indicado no verão.

Matcha: É um pó feito com folhas trituradas da planta. É um pouco amargo, porém, bastante cremoso e espumante. Quando utilizado no preparo de sucos, bolos, vitaminas, pães, massas, biscoitos, musses e gelatinas, confere um sabor diferenciado para essas receitas.

Com o Matcha é amargo, é preciso ter cuidado para não exagerar nas receitas, do contrário, elas também podem ficar amargas. Comece usando 1 colher (café) e vá experimentando até obter um sabor que agrade ao seu paladar.

Mecha: É feito a partir das folhas novas da Camellia sinensis. Seu consumo é recomendado após as refeições principais.

Nutrientes poderosos

benefícios do chá verdeA Camellia sinensis é rica em vitaminas A, K, B1, B2, potássio, manganês e ácido fólico. Descubra como esses nutrientes agem no seu organismo e em quais alimentos, além do chá verde, eles podem ser encontrados.

Vitamina A: Acelera o processo de cicatrização de ferimentos, auxilia na absorção de ferro, protege contra infecções e melhora a taxa de colesterol bom (HDL) no sangue, evitando a formação de placas de gorduras nas artérias.

Onde encontrar: Abacate, abóbora, brócolis chicória, espinafre gema de ovo, manga, mamão, melão, pêssego, etc.

Vitamina B1 (tiamina): Proporciona mais energia para o organismo, além de regularizar as funções nervosas e facilitar a digestão.

Onde encontrar: Abobrinha, aveia, cenoura, fígado bovino, granola, nozes e outras castanhas, etc.

Veja também:   Siringoma: Saiba o que é, sintomas e tratamentos

Vitamina B2 (riboflavina): Favorece a saúde da pele na manutenção das células cerebrais e nervosas e no metabolismo dos demais alimentos.

Onde encontrar: Abacate, amêndoas, amendoim, castanhas, feijão-branco, germe de trigo, hortaliças, ovos queijos, etc.

Vitamina K: Mantém a circulação sanguínea e a coagulação em ordem.

Onde encontrar: Cebola, cenoura, iogurte natural, queijos brancos, vegetais verdes, etc.

Ácido fólico: Eleva a resistência do organismo contra doenças e infecções e aumenta a produção de glóbulos vermelhos no sangue.

Onde encontrar: Cereais integrais, germe de trigo, hortaliças e verduras de folhas escuras, etc.

Manganês: Fortalece a estrutura óssea, prevenindo contra osteoporose; equilibra o sistema nervoso e diminui o risco de doenças tanto no aparelho reprodutor masculino quanto no feminino.

Onde encontrar: Amêndoas, cereais em grãos, frutas, leite, vegetais, etc.

Potássio: Reduz a pressão arterial e o risco de acidentes vasculares e evita a formação de cálculos renais.

Onde encontrar: Água-de-coco, carnes, cereais integrais, frutas, grãos, leite, legumes, verduras, etc.

14 motivos para incluir o chá verde no seu dia a dia

De longe, o chá verde é unanimidade quando o assunto é saúde e, até mesmo, beleza. Seus inúmeros benefícios estão relacionados às variadas propriedades terapêuticas contidas em sua composição. Pode ser útil tanto para quem tem interesse em obter maior disposição física quanto para quem pretende prevenir o surgimento de câncer.
Listamos para você 14 benefícios de incluir o chá verde na sua alimentação.

 – Faz bem ao coração

Por impedir a formação de placas de gorduras nas paredes das artérias, o chá verde baixa os níveis de colesterol ruim (LDL), prevenindo infartos e derrames. Ao fortalecer a estrutura de veias e artérias, ele ainda melhora a circulação na corrente sanguínea.
”O chá verde ajuda a proteger a saúde do coração, diminuindo as chances da formação de coágulos nas artérias, graças aos flavonoides que carrega””, explica a nutricionista Daniela Jobst.
Os flavonoides também mantêm as artérias mais flexíveis, suavizando os impactos das constantes mudanças da pressão arterial.
Para sentir esse efeito, é necessário consumir ao menos três xícaras da bebida por dia.

 – Reforça a estrutura dos ossos

Rico em minerais, ele favorece o aumento da densidade óssea, auxiliando no fortalecimento dos ossos do corpo humano. Trata-se de um ótimo aliado na prevenção da osteoporose.

 – Tem o poder de rejuvenescer

O chá verde atua no combate aos radicais livres, que causam o envelhecimento precoce. Seu poder antioxidante não apenas retarda o surgimento dos sinais da idade como também protege as células saudáveis do organismo. Há estudos que defendem que ele é mais eficiente do que as vitaminas C e E, normalmente utilizadas nos tratamentos anti-idade.

 – Ajuda a emagrecer

Por aumentar a velocidade do processo metabólico, responsável pela queima de calorias, o acúmulo de gorduras no organismo acaba diminuindo. Logo, ele é excelente para quem deseja perder alguns quilinhos extras.

 – Mantém a boca saudável

Lista de Benefícios chá verde e como o chá verde emagrece

Desde que consumido sem adição de açúcar, o chá verde pode favorecer a prevenção de cáries e o fortalecimento das gengivas. Isso porque contém flúor – componente químico essencial à higiene bucal. Com se não bastasse, seu efeito antisséptico age contra a formação das placas bacterianas.

 – Combate o mau hálito

Quem sofre desse mal pode dar um fim a esse incômodo com a ajuda do chá verde. Basta fazer gargarejos diários para que o odor seja eliminado. Infecções na garganta também são prevenidas através do mesmo procedimento.

 – Auxilia na digestão

O aparelho digestivo passa a funcionar melhor, reduzindo os riscos de gastrite. Até a flora intestinal começa a ficar mais equilibrada, evitando possíveis diarreias.

 – Ativa a memória

De acordo com pesquisas científicas, o aumento da atividade cerebral está relacionado com o consumo dessa bebida. Logo, o funcionamento sempre ativo da memória é mais um dos benefícios do chá verde.

 – Previne o câncer

Alguns estudos apontam que o consumo diário do chá verde pode inibir o surgimento de tumores malignos. Isso porque ele contém bioflavonoides e catequinas, substâncias que impedem as alterações celulares que podem dar origem ao câncer.
Pâncreas, estômago , esôfago, mama, pulmão, bexiga, rins, próstata e pele são algumas das partes do corpo que podem ser favorecidas.
Mas é importante lembrar que essa bebida contribui apenas para a prevenção do câncer, não sendo capaz de curá-lo.

 – Aumenta a resistência imunológica

O sistema de defesa do organismo fica mais resistente, combatendo com maior vitalidade os vírus e as bactérias que costumam atacá-lo e deixando-o menos vulnerável a gripes, resfriados e, até mesmo, possíveis infecções. O chá verde contém polifenóis, vitaminas C, K, B1 e B2, manganês, potássio e ácido fólico.
Todas essas substâncias melhoram o funcionamento do sistema imunológico, prevenindo infecções, inflamações, cáries e muitas doenças causadas por vírus, bactérias ou fungos.

 – Dá mais energia

Por conter cafeína, que é um estimulante natural, o chá verde costuma elevar a disposição física. O sistema nervoso central também recebe impulsos para ficar mais ativo devido a algumas substâncias contidas nessa bebida.

 – Cuida da pele

Fonte de sais minerais e vitaminas, ele é encontrado em produtos de beleza como hidratantes e exfoliantes. Sua ação anti-inflamatória ainda auxilia no tratamento de acne e espinhas. O uso tópico do chá verde equilibra a oleosidade da pele e a protege contra os efeitos nocivos dos raios solares.

 – Alivia os sintomas da asma

Como auxilia na dilatação dos brônquios pulmonares, o chá é indicado para pessoas asmáticas. Seus princípios ativos melhoram a respiração, amenizando os problemas causados por esse mal.

 – Desintoxica

Graças à suas funções diurética e antioxidante, essa bebida promove a “limpeza” do organismo através da eliminação das impurezas nele presentes.

Veja também:   Intolerância à lactose: o que você sabe sobre isso?

 – Afasta a depressão

Segundo um estudo publicado American Journal of Clinical Nutrition, pessoas que tomam chá verde com frequência estão 44% menos propensas a ter depressão. Essa propriedade está ligada ao aminoácido chamado theanina, encontrado no chá verde e que tem efeito tranquilizante.
De acordo com os cientistas, é preciso tomar de três a quatro xícaras do chá diariamente para observar tal proteção.

 – O que são polifenóis?

Os polifenóis são uma classe de compostos bioativos encontrados nos vegetais. As pesquisas, nas últimas décadas, apontaram para o papel dos alimentos funcionais na promoção da saúde e prevenção de doenças – nesse cenário, os polifenóis são peças chaves.
Eles são estruturas químicas compostas por anéis fenólicos que se ligam a determinados tipos de átomos e radicais, formando estruturas como carotenoides, flavonoides, curcuminas, resveratrol, quercitina, bixina, catequinas, isoflavonas etc.
Os alimentos fonte de polifenóis são as frutas (uvas, cereja, laranja, limão, maçã, amora, morango, caju, jabuticaba, mirtilo, ameixa, damasco), as hortaliças (couve, couve-flor, tomate, alho, cebola, espinafre, repolho, rabanete, escarola, mostarda, nabo, beterraba), as sementes oleaginosas (castanhas, nozes, amendoins, amêndoas, pistache), ervas aromáticas e especiarias (alecrim, manjericão, manjerona, sálvia, alfavaca, gengibre, canela, açafrão, cúrcuma, colorau, cravo), bebidas (suco de uva integral, suco de amora integral, suco de mirtilo, chá verde, chá branco, vinho tinto) e chocolate amargo (com mais de 65% de cacau).

Chá Verde Emagrece?

Quer emagrecer? Saiba como o chá verde ajuda a reduzir medidas

Chá Verde Emagrece? Veja o estudo

Todos os dias recebo e-mails com  dúvidas se o chá verde emagrece…

Bom, ele é ideal para quem quer perder peso de forma saudável. Além de não possuir calorias, o chá verde ajuda a eliminar as gorduras acumuladas no organismo e garante mais disposição física. Desvende todo o poder dessa bebida.

Acelera o metabolismo: O chá verde emagrece porque possui cafeína e xantinas, substâncias que agem no sistema nervoso central acelerando o metabolismo e aumentando a temperatura corporal.

Assim, as calorias consumidas são queimadas de forma mais rápida e o acúmulo de novas gorduras é dificultado. No entanto, esses dois compostos podem provocar efeitos colaterais em pessoas sensíveis a eles, por isso, é importante prestar atenção nas contraindicações.

Poderoso antioxidante: Uma outra propriedade dessa bebida é combater e retardar a atuação dos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce. Essa função ocorre aos polifenóis, substâncias presentes no chá que protegem as células do organismo.
Estudos recentes têm investigado a capacidade dos polifenóis de atuarem nas células adiposas, estimulando a quebra de gorduras e a sua liberação na corrente sanguínea para serem metabolizadas.

Chá verde emagrece, este é um dos beneficios do cha verde

Digestivo e diurético: Para auxiliar na redução de peso, o chá verde ainda atua na digestão, facilitando a quebra de gorduras, e na retenção de líquidos, reduzindo os inchaços. Resultado: o organismo elimina impurezas com mais facilidade.

Para ter bons resultados em sua dieta e aproveitar todas as propriedades medicinais presentes no chá verde, os especialistas recomendam que sejam consumidas de 2 a 4 xícaras (chá) da bebida por dia.
Essa dosagem foi estabelecida em razão da quantidade de cafeína presente no chá, uma vez que o seu consumo em excesso pode se tornar prejudicial à saúde, e também por ser bastante diurético.

Chá branco e chá preto: descubra as principais diferenças e vantagens dessas duas variedades

Tanto o chá preto como o branco são feitos com a planta Camellia sinensis, a mesma do chá verde. A principal diferença entre eles está na parte da planta extraída para consumo e no modo de processamento pelo qual são submetidas.

Chá branco: É preparado com as flores da planta colhidas bem jovem. Elas têm uma penugem que é responsável por dar a aparência prateada, por isso, ficou conhecido como chá branco. Sua grande vantagem em relação ao chá verde e ao preto é que tem pouquíssima quantidade de cafeína.
Também é considerado uma boa fonte de antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele.

Acredita-se que seu consumo regular acelera o metabolismo do corpo, facilitando a eliminação de gorduras e o emagrecimento. No entanto, as pesquisas ainda não comprovaram se o chá branco é mais eficiente que o verde na aceleração da perda de peso. A sua grande desvantagem é o preço, que ainda é um pouco caro.

Chá preto: Ele é feito com as folhas da Camellia sinensis. Durante seu preparo, elas passam por um processo de fermentação e desidratação, fazendo com que algumas de suas propriedades terapêuticas sejam reduzidas.
Isso não acontece com o chá verde ou com o branco, que sofrem apenas uma leve vaporização, logo depois de colhidos, preservando boa parte de seus nutrientes.

Apesar de o sabor ser mais suave, o chá preto tem mais cafeína que o verde e o branco, por isso não é recomendado para pessoas que têm insônia.

Outras opções

Existem no mercado outras versões do chá verde. Todas elas são ricas em nutrientes e fazem bem ao organismo. Escolha a opção que mais agrada ao seu paladar!

Chá verde aromatizado: é saboroso e prático. Para pessoas que acham o chá verde um pouco amargo, as versões aromatizadas do produto são uma boa opção. São folhas, flores e frutas selecionadas durante o preparo para tornar a bebida mais gostosa.

Oolong: Também é feito com as folhas da Camellia sinensis, que, após a secagem, passam por um rápido processo de fermentação. Seu sabor é considerado suave.

Veja também:   O que vem por aí: células do próprio paciente podem frear o diabetes tipo 1

Agora que já sabe que o chá verde emagrece, aprenda como fazer chá verde de gengibre maravilhoso!

Agora vamos aprender como fazer uma deliciosa receita de chá verde com gengibre:

Chá verde com gengibre emagrece

Ingredientes do chá verde:

  • 1 l de água
  • 2 colheres de sopa de chá verde
  • Gengibre descascado – a porção pode ser equivalente a um ou dois dentes de alho;
  • 1 pau de canela.

Como preparar o chá verde com gengibre:

Coloque a água para ferver e adicione o gengibre, deixe por mais 30 segundos;

Tire do fogo e acrescente o chá verde e a canela, deixe descansar por três minutos, remover o saquinho, mexa e está pronto para servir-se.

O gengibre

O gengibre é um alimento termogênico contribui para o emagrecimento , pois aumenta a temperatura do corpo acelerando o metabolismo, que,  melhora o processo de gasto de gorduras e calorias.

Entretanto, antes de pensar que o  chá verde com gengibre emagrece em um passe de mágica ou o chá verde com gengibre perde barriga milagrosamente, quero que entenda que ele auxilia no processo, porém, além de tomar a bebida, é necessário que alimente de maneira saudável, equilibrada, controlada e de forma nutritiva.

Chá verde sem dúvidas: veja 12 perguntas mais comuns sobre a bebida

Dá para tomar chá verde à vontade?

Sim, mas não exagere. O consumo exagerado pode provocar doenças no fígado. E desde que você não faça parte do grupo de pessoas que têm contra indicações: diabéticos, hipertensos e grávidas. Também não é recomendado para quem tem insônia ou acidez estomacal.

Ele tira o apetite?

Apesar de acelerar o metabolismo e facilitar a perda de peso, o chá verde não diminui o apetite. Assim, quando for adoçá-lo, prefira adoçante natural, tipo stevia.

Como é melhor prepará-lo?

A melhor maneira de preparar o chá verde é por infusão, ou seja, as folhas ou o saquinho devem ser colocados na água já quente.

Observação: O chá nunca deve ser fervido para que não torne muito amargo nem perca suas propriedades.

O que é mais indicado: consumir o chá em folhas, cápsulas ou saquinhos?

Especialistas recomendam preparar o chá verde com folhas secas. Os saquinhos, apesar de serem bem práticos, podem vir misturados a talos, raízes e até mesmo a outras ervas.

Atenção: para consumir o chá em cápsulas, é preciso consultar um médico, pois o princípio ativo vem em altas concentrações.

Qual a melhor temperatura para consumir o chá?

Na verdade, a temperatura não influencia nos benefícios do chá para o organismo. Por isso, tanto faz se for tomado quente ou gelado.

Dá para preparar o chá pela manhã e consumir durante o dia?

O mais indicado é tomar logo depois de preparado. Isso vale para qualquer bebida medicinal. No entanto, o chá verde mantém suas propriedades nutricionais até 14 horas depois que foi feito.

Qual a melhor maneira de guardá-lo?

O chá verde deve ser guardado dentro de uma garrafa térmica ou de vidro, dentro da geladeira, e consumido no mesmo dia. Jamais consuma o que sobrou no dia seguinte. Também não é indicado reaquecer o chá, pois perde-se as propriedades

O chá verde dá mais energia?

Sim. Como é fonte de substâncias que ativam o sistema nervoso central, ele dá mais disposição física e costuma diminuir o cansaço.

Qual deve ser a quantidade de chá usada durante o preparo?

Para 1 litro de água, de 1 a 2 colheres (sopa) de folhas do chá verde. Já para 1 xícara (chá), basta 1 colher (chá) rasa.

Quanto deve-se tomar por dia para aproveitar todos os seus benefícios nutricionais?

Especialistas indicam de 2 a 4 xícaras (chá) por dia.

Existe a melhor hora para tomar o chá?

Um cuidado para o consumo é o horário em que o chá verde é ingerido. “Assim como o café, ele não deve ser tomado logo após as refeições. A cafeína, presente nas folhas do chá, prejudica a absorção de ferro e vitamina C pelo organismo.
Por isso, é preciso esperar pelo menos uma hora antes de consumir chá verde”, explica a nutricionista Daniela Jobst.

Quais os grupos de pessoas que devem evitar o chá?

O chá verde é um poderoso aliado da boa saúde. Mas, algumas pessoas devem consultar um médico antes de inclui-lo na dieta. “O uso do chá não é recomendado para gestantes, indivíduos com hipertensão, glaucoma e doenças psiquiátricas.
Ele pode interagir com alguns remédios comumente ingeridos por esse grupo de pessoas”, explica a nutricionista Débora Razera Peluffo.
Mas, como sempre, é preciso procurar um médico para analisar se o consumo é permitido.

Uma dica de preparo: chá verde gelado com maçã

Coloque 600 ml de água em uma chaleira e leve ao fogo. Retire antes de começar a ferver (início de bolhas nas bordas). Despeje em um bule de vidro ou de porcelana. Coloque 2 colheres (sopa) de chá verde e deixe em infusão por 5 minutos. Coe e leve à geladeira por 2 horas. Reserve.
Parta ao meio 1 maçã tipo fuji ou verde pequena, retire as sementes e o miolo.
Coloque no liquidificador, acrescente o chá gelado e bata por 1 minuto.
Se preferir um sabor mais doce, coloque 1 colher (chá) de mel.
Despeje o chá nos copos e decore com 2 folhas de hortelã.

Dica: a maçã pode ser substituída pela seguinte quantidade de frutas a cada receita – 1 rodela de abacaxi, 6 morangos, 6 uvas graúdas, 1 pera pequena, 1 fatia de melão ou 1 fatia de manga. Aposte na sua criatividade para deixar seu chá mais saboroso!

Artigos Relacionados

Saúde Próspera