Como Acertar no Tratamento Estético

Uma ótima noticia para que busca um tratamento estético, é que o mercado da estética está em constante crescimento, e mesmo com a crise mundial não há sinais de recessão neste mercado.

Isto significa que o cliente terá cada vez mais novos produtos a sua disposição. Qual deles escolher?

Qual tratamento Estético é mais eficiente?

Qual o melhor custo benefício? Este é uma grande dúvida do consumidor do mercado de estética, afinal o investimento é alto e espera-se que os resultados sejam eficiente.

É bem verdade, que muitas vezes, a expectativa do cliente vai muito além do que qualquer tratamento estético pode oferecer, contudo uma abordagem profissional correta é capaz de adequar o cliente aos procedimentos e alcançar o objetivos desejados, do cliente e do terapeuta.

O Primeiro Erro no Tratamento Estético

tratamento esteticoNa estética é a escolha do profissional; existem muitas opções, médicos, fisioterapeutas, tecnólogos em estética, esteticistas e mais recentemente outros profissionais de nível superior têm complementado a sua formação com pós-graduação na área da beleza, abrindo ainda mais o leque de opções.

O conhecimento teórico é de suma importância para trabalhar na área, exatamente porque há muitas opções de procedimentos e estes procedimentos serão realizados em pessoas (personas, pessoal, individual), ou seja, não se pode usar um protocolo fechado, para cada indivíduo há uma dosagem, sendo assim o profissional precisa ter conhecimento técnico para individualizar o tratamento.

As receitinhas não funcionam aqui.

O Segundo Erro no Tratamento Estético

É que o cliente chega na clínica procurando por uma técnica específica que ele viu na televisão, na internet ou na propaganda do jornal, isto é normal, é neste momento que o profissional faz a diferença.

Veja também:   O que causa e como tratar a Tosse Alérgica

Todas as técnicas são eficientes, mas muitas vezes aquela técnica que o cliente deseja fazer não é a indicada para o caso dele, mesmo assim o profissional (vendedor) fecha o famoso “pacote”, com medo de perder o cliente para o concorrente que também oferece este produto.

Quando estamos com dor e procuramos o médico, devemos contar a ele os sintomas que temos e não dizer o nome do remédio que queremos tomar, quem vai determinar isto é o médico.

Assim é na estética, o cliente tem a queixa (celulite, gordura localizada, flacidez) e o profissional determina o tratamento (massoterapia, uso de ativos, eletroterapia, radiofrequencia, fototerapia e outros)

O Fisioterapeuta Dermatofuncional

A fisioterapia dermatofuncional foi reconhecida como especialidade e o reconhecimento tem por objetivo regulamentar a profissão e capacitar os profissionais para prestarem assistência aos indivíduos portadores de disfunções no sistema tegumentar (pele) e sistemas relacionados.

Para o fisioterapeuta, os conhecimentos provenientes da anatomia, fisiologia, cinesiologia, farmacologia, patologia, massoterapia e eletrotermofototerapia facilitam a escolha do procedimento mais favorável para cada caso, oferecendo benefícios e bons resultados no tratamento da disfunção dermato-funcional.

O tratamento estético visa o bem-estar, qualidade de vida, saúde. Além do fator estético, trabalha o aumento da auto-estima e equilíbrio emocional.

O tratamento das disfunções estéticas sempre foi parte integrante do curriculo da graduação do fisioterapeuta e atualmente esses conhecimentos podem ser aprimorados na diversas pós graduações existentes na área.

Para que não se gaste tempo e dinheiro sem retorno, a melhor solução é procurar um profissional que saiba avaliar as disfunções estética e indicar o melhor tratamento para o cliente.

Artigos Relacionados