Como fazer soro caseiro. Você sabe?

O tão famoso soro caseiro nada mais é que uma solução aquosa de açúcar e sal de cozinha recomendado para prevenir a desidratação. A função do soro caseiro, dado por via oral, é repor água e sais minerais perdidos com os vômitos e diarreia. O soro deve ser tomado à vontade, a cada 20 minutos, e após cada evacuação líquida ou vômito.

Como fazer soro caseiro?

Fazer o soro caseiro com a colher-padrão

Para evitar erros na concentração, a UNICEF preconiza a utilização de uma colher-padrão (disponível em todo posto de saúde) que apresenta as medidas para a preparação do soro:

  • duas medidas rasas de açúcar (medida maior da colher-padrão);
  • uma medida rasa de sal (medida menor da colher-padrão);
  • um copo (200ml) de água filtrada e/ou fervida.

Fazendo o soro caseiro sem a colher-padrão

Caso você não possua a colher-padrão, pode fazer o seguinte:

Modo 1: com uma balança de cozinha

  • 40g de açúcar (em  40 g de açúcar comum, que é sacarose – esta se desdobra em 20g de frutose e 20g de glicose – somente essa (glicose) é útil na absorção do sódio);
  • 3,5g de sal;
  • 1 litro de água filtrada e/ou fervida.

“O soro não deve ser nem mais doce e nem mais salgado que água de coco ou lágrima.”

Modo 2: com as próprias mãos

  • três pitadas de açúcar (alguns textos descrevem como um punhado);
  • uma pitada (de três dedos) de sal;
  • um copo (200ml) de água filtrada e/ou fervida.

Obs: Não se esqueça de lavar as mãos antes de preparar o soro!

Lembrando sempre que esse tipo de preparo pode não atingir a quantidade necessária de que o nosso corpo precisa ou até passar da medida e acarretar outros problemas.
O melhor é usar a colher-medida ou o soro de reidratação oral (envelope) que já vem pronto e é só diluir em 1 litro de água (leia abaixo como fazer)

Veja também:   Convulsão febril em crianças: o que fazer?

Receita de soro caseiro com a colher que se tem em casa (comum)

Caso não tenha a colher padrão, uma balança ou não quer fazer com as próprias mãos, pode-se usar colher comum que você tem em casa, observando o tamanho da colher:

  • 1 colher (sopa) rasa de açúcar
  • 1 colher (café) rasa de sal
  • 1 copo (200 ml) água filtrada/fervida

Lembrando sempre que o melhor é sempre ter em casa a colher-medida. Pegue a sua no posto de saúde perto de sua casa ou  nas paróquias.

Atenção

O soro deve ser ministrado apenas para prevenir a desidratação ou quando ocorrerem os sintomas iniciais. Em casos mais graves o paciente deve ser encaminhado imediatamente a um médico.

Soro de reidratação oral (envelope)

O Ministério da Saúde distribui gratuitamente nos postos do país e nas unidades da rede Farmácia Popular o soro de reposição oral, que concentra 3,5 gramas de sal e 20 gramas de açúcar(glicose) por litro de água. Atualmente, o soro caseiro só é recomendado em casos de emergência, pois os pais costumam superdosar esse preparo.

Como preparar o soro caseiro. Você sabe?

O bioquímico Mário Killner revelou que, sem a devida informação sobre as quantidades corretas de sal e açúcar, os adultos podem desencadear resultados indesejados aos filhos. Em um dos casos analisados, havia 4,6 gramas de sal e 8,6 gramas de açúcar por litro de água filtrada ou fervida – enquanto o correto são 3,5 e 20, respectivamente.
Em vez de ajudar, a ingestão da água com tanto sódio e pouco açúcar pode prejudicar a saúde dos pequenos.

Em outra situação, a mãe economizou: colocou apenas 1,5 grama de sal e 11,4 gramas de açúcar por litro. Só uma das participantes acertou: colocou 3 gramas de sal e 26,3 de açúcar, bem próximo do indicado pelo governo.

Para não depender do “olhômetro” ou do tamanho da colher e correr o risco de não ajudar a criança, o ideal é procurar um posto de saúde e solicitar o soro de reidratação oral.

Veja também:   Gestação e parto podem interferir diretamente no comportamento futuro do bebê

Sintomas da desidratação

Os sinais da desidratação por diarreia em crianças, a causa mais comum, são: moleira funda, boca seca, olho seco e choro sem lágrima. O tratamento deve ser feito com soro oral e/ou leite materno.

Já a desidratação por calor, mais rara – a criança tem que ficar o dia inteiro exposta ao sol ou fechada em um carro a 40° C -, causa boca seca e olho mais fundo. Especialistas recomendam o consumo de água, chá, suco e água de coco.

Preparo do soro oral

  • Misturar todo o envelope em um litro de água fervida ou filtrada;
  • Não adicionar açúcar nem sal;
  • Não ferver o conteúdo depois de pronto;
  • Só usá-lo por 24 horas.
    Após esse prazo, jogar fora o que sobrou e preparar mais um litro;
  • Quando não houver a solução de reidratação oral, pode-se usar o soro caseiro, cuja colher-medida está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

.

A maneira apropriada de usar o soro de reidratação oral está descrita na Caderneta de Saúde da Criança, entregue aos pais assim que saem da maternidade pública.

Lembre-se: Se não houver alternativa e tiver que fazer o soro caseiro, use um copo cheio de água limpa, uma medida rasa da colher -medida (a menor) de sal e duas rasas (a maior) de açúcar.

Se não tem a colher-medida em casa, passe em qualquer posto de saúde e pegue uma e guarde em local seguro. Não deixe que as crianças brinquem com a colher. Ela poderá sumir e quando precisar… Usou, guardou.

Informações importantes

  • A ação esperada deste soro é reidratar o doente ou seja, devolver ao organismo a água e os sais que se perderam com a diarreia e os vômitos.
  • Siga cuidadosamente as instruções para preparo da solução.
    Use a quantidade correta de água: água a menos fará a solução forte demais e água a mais fará uma solução fraca, sendo que qualquer das duas trará problemas ao serem ingeridas.
  • Esta forma de uso pode continuar por um ou dois dias ou pelo tempo que o médico indicar
  • Durante o tratamento de desidratação em crianças não é necessário interromper a alimentação.
  • Se estiver amamentando a criança, continue oferecendo o seio para mamar, nos intervalos da solução.
  • Informe seu médico a ocorrência de uma gravidez durante o tratamento.
  • A diarreia e a desidratação podem ser evitadas com cuidados de higiene.
  • Se a criança estiver em período de aleitamento, lave bem as mãos e os seios antes de amamentar.
  • Lave bem as mãos e os utensílios antes de preparar a comida; toda louça onde a criança come deve ser limpa.
  • Mantenha os alimentos protegidos do calor e cobertos para evitar moscas e pó.
  • Em dias de calor, vista a criança com roupas leves e ofereça líquidos à vontade.
  • Durante a fase com diarreia, evite alimentos que tenham fibras, porque elas estimulam o organismo a liberar as fezes.
  • Não se recomenda a ingestão de remédios que prendam a ação do intestino.
    Isso porque o agente infeccioso pode e deve ser liberado pelas fezes e pelo vômito, se houver.
  • O leite materno é o melhor alimento para crianças pequenas e ajuda a evitar a diarreia e a desidratação.
  • A ação esperada do soro caseiro/soro reidratação oral(envelope) é reidratar o doente ou seja, devolver ao organismo a água e os sais que se perderam com a diarreia e os vômitos.
    A melhora do estado do doente costuma ocorrer nas primeiras 4 a 6 horas de tratamento, desde que a solução seja dada seguidamente e na quantidade que ele aceitar ingerir.
  • E depois de hidratar o corpo, escolha um arroz bem cozido, bolacha de água e sal, purê de batata ou mandioquinha e chás para comer e beber.
  • Caso tenha que usar colher normal, faça o seguinte: 1 colher (café) rasa de sal e uma colher (sopa) rasa de açúcar
Veja também:   As dúvidas: Quando posso fazer o teste de gravidez? O que devo fazer antes de engravidar? Quais os sintomas de que você está grávida?

Como preparar o soro caseiro. Você sabe?

Artigos Relacionados