Crioterapia – A Fantástica Terapia com Gelo

Conheça a crioterapia e todos os seus benefícios para a saúde e bem-estar.

O gelo é a primeira opção para muitas pessoas quando elas se batem em algum lugar, e ele também ajuda a que elas se sintam mais bonitas. Mas sempre é bom aplicá-lo? Quanto é o necessário? Veja agora o que dizem os especialistas.

Quase que por instinto, muitas vezes usamos o gelo sem saber muito bem quais são os benefícios que obtemos a partir dele, e até podemos cometer alguns abusos sem saber quais sãos as suas consequências.

Por isso, especialistas em cinesiologia e estética irão explicar como fazer do frio nosso primeiro aliado.

Desde que o homem é homem

Desde a existência do homem, o gelo vem sido utilizado como anestésico local para todos os tipos de dores, e é um elemento terapêutico fundamental para diversas patologias, como entorses, luxações, contraturas, espasmos musculares, inflamação, etc.

Há mais de 2500 anos atrás, os primeiros a usarem esse elemento de frio no corpo, foram os antigos egípcios. Com o tempo, a história foi demonstrar a eficácia de baixas temperaturas em áreas afetadas por colisões, contusões ou diferentes tipos de lesões.

Esta técnica de aplicação de frio no corpo, é chamada de crioterapia, ou seja, a utilização do gelo como uma solução fria de cura para diferentes fins terapêuticos, tais como a absorção de edema, machucados, dor e para reduzir o inchaço nos músculos e tendões (tendinite). Mas também, a crioterapia é amplamente utilizada para realçar a beleza das mulheres e reafirmar as áreas que faz com que nos sintamos desconfortáveis.

Muitas vezes, em vários âmbitos esportivos ou quadras, vemos atletas durante o jogo ou após ocorrer uma lesão, recorrer imediatamente à aplicação de frio na área afetada. Mas nem todo mundo sabe o quanto tempo é necessário para que haja benefícios e não problemas.

Veja também:   As Dietas Simples que Realmente Funcionam

De acordo com os especialistas, os principais efeitos fisiológicos do gelo são:

. Vasoconstrição de sangue, que permite reduzir o fluxo de sangue na área afetada e significativamente prevenir hemorragias e sangramentos da mesma área;

. A hipóxia tecidual, já que os tecidos entram em estado de hibernação devido ao frio e leva a uma menor demanda metabólica, a liberação de químicos (histamina) e as necessidades de oxigênio;

. Como resultado desses declínios e vasoconstrição acontece a desinflamação da lesão;

. Consegue reduzir a dor já que a ação prolongada do frio produz um efeito de anestesia geral;

. Redução de espasmos musculares na ação de relaxante muscular de baixas temperaturas no músculo afetado;

. É um aliado para combater a celulite, flacidez, adiposidade local, varizes e doenças linfáticas;

. Anti-rugas: você pode aplicar o gelo para atenuar as rugas da pele em caso de alergias ou que algum tipo de creme gere alguma reação, dermatite entre outros.

12 benefícios da Crioterapia

  1. Analgésico e antipirético;
  2. Anti-inflamatório;
  3. Estimula a circulação sanguínea;
  4. Proporciona uma melhor mobilidade articular;
  5. Aumentar a força muscular e o gasto energético;
  6. Reduz a formação de celulite;
  7. Aumenta a oxigenação da pele;
  8. Previne a flacidez;
  9. Minimiza a formação de bolhas;
  10. Promove a drenagem linfática;
  11. Tem ação relaxante muscular;
  12. É muito útil em dores de cabeça e cansaço dos pés;

Como aplicar o gelo corretamente

O cinesiologista Renzo Hormachea acredita que os melhores resultados são obtidos dentro das primeiras 48 horas após suceder a lesão.

Aplicações com elementos que geram frio devem durar entre 10 e 20 minutos, e após este período, o frio produz um efeito similar ao calor, e então provoca vasodilatação, o que não irá favorecer no desenvolvimento de certas doenças.

Além do que, o gelo deve ser utilizado sempre em repouso e com um pano ou tecido para prevenir lesões de pele (queimaduras).

Veja também:   Sucos para Emagrecer Saudável

Outra opção pode ser a bolsa de gel frio, uma vez que se adapta mais facilmente à anatomia do corpo humano.

De acordo com Zamora Belém, que é formada em cinesiologia e fisioterapia, “o gelo como um agente terapêutico é muito utilizado para ajudar a recuperar lesões traumáticas, pós cirúrgicos em fase aguda ou apenas como um analgésico local.” Também é considerado muito útil para o tratamento de espasmos musculares com dor aguda e inflamação.

Algumas precauções

O uso do gelo tem contraindicações para aquelas pessoas com hipersensibilidade. “O esfriamento pode produzir urticária, dos nas articulações, náuseas se você é alérgico ao frio, atraso no processo de cura, gota, problemas circulatórios graves, pessoas que sofrem com doenças reumáticas, com problemas ou transtornos cardiovasculares e angina torácica, entre outras”, acrescentou o cinesiologista Hormachea.

Beleza Gelada

O gelo também é um aliado para combater a celulite, flacidez, adiposidade localizada, varizes e doenças linfáticas.

A especialista em cosmiatria Mercedes Asa disse que “o frio faz com que o corpo reaja e ativa o metabolismo para remover a gordura acumulada e tonifica os tecidos.” Além do que, ela considera que a crioterapia é um complemento para a estética do corpo, quer seja para tratar a celulite como para modelar a silhueta.

Além disso, ela conta que existe inúmeros produtos para o corpo que geram frio, como por exemplo a menta.

Para a especialista, toda fonte que gera calor em um determinado tecido é a base do envelhecimento, por isso a aplicação de um produto que consiga baixar a temperatura na pele é muito importante.

Assim mesmo, detalha que para aquelas peles com problemas vasculares do tecido já sejam muito brancas ou nórdicas, se tratam diretamente com neve carbônica ou gelo seco.

Veja também:   Conheça os 5 Alimentos Naturais que podem ser Tóxicos

Por outra parte, Ana Julia Lastre, médica com experiência em dermatologia e estética, explica que a crioterapia consiste na aplicação do frio de diversas maneiras, com o propósito de que o corpo utilize suas reservas de gordura para manter a temperatura normal.

Destina-se a trabalhar para reduzir as áreas de gordura localizada e celulites.

Criolipólise: para dizer adeus as adiposidades!

Criolipólise é mais uma técnica de aplicação de baixas temperaturas, mas nesse caso, se trata da quebra de gorduras. “Este novo sistema tem como efeito, que as células entrem em apoptose, ou seja, morte celular programada, por isso estão condenadas a morrer e como consequência, produzem um efeito de redução gradual sobre a área tratada”, disse a doutora Ballast.

“O objetivo visa melhorar e reduzir a área que queremos mudar”, acrescentou. Este tratamento não-invasivo expõe as adiposidades localizadas a uma temperatura de menos de 3 graus centígrados, mas não tem como fim uma descida acentuada mas gradual e controlada.

Esses são alguns dos benefícios da crioterapia, que usa o gelo e seus efeitos terapêuticos para melhoras a nossa saúde e beleza.

Artigos Relacionados