Saúde ocular: mudança de hábitos para evitar o pior

Saúde ocular depende de atitudes simples de higiene frequentemente negligenciadas. Nem pense em reaproveitar colírio que já tenha sido usado ou aceitar indicações de amigos e atenção com o soro fisiológico que se contamina facilmente. Saiba como cuidar dos olhos e evite doenças degenerativas que afetam a  visão!

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 60% das cegueiras são evitáveis. A falta de informação e de consultas periódicas ao oftalmologista são os principais motivos para a deterioração da visão.
Alguns hábitos corriqueiros também podem contribuir para problemas oculares sérios que, dependendo da gravidade, podem afetar para sempre a saúde ocular.

Tarciso Schirmbeck, médico do Visão Institutos Oftalmológicos, explica que é comum pacientes relatarem incômodos nos olhos, mas não desconfiarem que o problema foi causado por eles mesmos. Usuários de lentes de contato são os mais prejudicados. A higienização inadequada, bem como a procedência duvidosa do objeto, é um dos principais erros.
“Como as lentes estão em contato direto com os olhos, é importante mantê-las sempre limpas”, reforça o especialista.
De acordo com ele, muitos pacientes têm o hábito de usar soro fisiológico na higienização.
“Mas o soro fisiológico se contamina muito facilmente.
Após aberto, o frasco já está contaminado por bactérias”, alerta Schirmbeck, lembrando que são indicados soros específicos, com conservantes antissépticos.

Nem pense em reaproveitar colírio que já tenha sido usado ou aceitar indicações de amigos. Esse é outro erro que pode custar sua visão. “Tenho cerca de 10 pacientes entre 25 e 35 anos que ficaram cegos de um olho por conta de colírios sem indicação médica”, conta o oftalmologista.
Isso acontece porque os colírios que mais ajudam a aliviar olhos avermelhados contêm corticoide, substância que aumenta a pressão ocular.
Isso pode fazer com que o paciente desenvolva glaucoma a longo prazo.
“O pior é que o glaucoma é gradativo: a pessoa vai machucando a visão lentamente e só percebe quando está em estado muito avançado.

*Para aumentar o tamanho do texto clique na imagem abaixo, caso seja necessário.

10 dicas para manter a saúde ocular

Segundo a Agência Internacional de Prevenção à Cegueira, órgão associado à Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil uma pessoa com mais de 80 anos aumenta em até 30% o risco de ficar cega. Além disso, mais de 100 mil crianças brasileiras possuem algum tipo de deficiência visual.

A oftalmologista Rosângela da Silva Moreira, do Visão Institutos Oftalmológicos, explica que alguns hábitos de vida podem melhorar a saúde ocular, garantindo mais qualidade e conforto para a visão.

Para isso, a especialista recomenda dez dicas:

 – Durma no mínimo oito horas por dia

O sono e as horas dormidas influenciam no cansaço do corpo e dos olhos. Dormir menos de oito horas pode causar vermelhidão ocular, vista cansada e inchaços.

 – Evite o consumo de bebidas alcoólicas

Apesar das bebidas alcoólicas serem metabolizadas pelo fígado, elas produzem resíduos tóxicos, o que favorece o envelhecimento precoce das células oculares. Além disso, o álcool causa desidratação, afetando também os olhos.

 – Tenha alimentação balanceada

Os hábitos alimentares saudáveis influenciam todo o organismo, inclusive os olhos. A ingestão de vegetais verdes escuros é indicada, pois eles fornecem vitaminas benéficas para a retina.

 – Não esqueça os óculos escuros

Óculos com proteção ultravioleta (UV) devem ser utilizados sempre, pois a luz UV é prejudicial às células da retina, causando o envelhecimento precoce delas. Além disso, a incidência de raios UV nos olhos podem provocar catarata precoce e desenvolvimento de doenças degenerativas da retina.

Ao escolher seus óculos de sol, ele precisa ser seguro, bem como elegante. Escolha óculos de sol que bloqueie 99 a 100% de ambos os raios – UVA e UVB. Lentes panorâmicas ajudam a proteger as laterais dos olhos. As lentes polarizadas trabalham bem para ajudar a reduzir o brilho durante a exposição ao sol.

Usuários de lente de contato tem a opção de usar lentes que oferecem proteção UV. Existem dois tipos disponíveis. Funciona para exposição solar intensa, tal como nas montanhas ou na praia, mas não pode ser um substituto para os óculos de sol. É melhor proteger as pálpebras do olho e da superfície para além da área coberta pelas lentes de contato.

Veja também:   Atenção Pais!!! Problemas na fala das crianças

 – Não descuide durante o tempo seco

A baixa umidade do ar causa irritação, ardência e vermelhidão ocular, por agravar a evaporação da lágrima. Ventiladores e ar condicionados devem ser evitados, pois ressecam ainda mais os olhos. Neste caso, o uso de colírios lubrificantes, conhecidos como “lágrimas artificias”, é fundamental.

 – Se você precisa de óculos de grau, não deixe de usá-los

Os óculos de grau devem ser usados corretamente, para evitar problemas oculares e incômodos, como dores de cabeça e cansaço das vistas.

 – Afaste os olhos do computador

Olhar para um computador por muito tempo pode comprometer a visão. A síndrome da visão de computador (SVC) é uma condição que ocorre a partir de uso do frequente deste equipamento.
Estudos sugerem que cerca de 90% das pessoas que usam um computador pelo menos três horas por dia sofrem de algum tipo de problema visual, como fadiga ocular, visão embaçada, dificuldade em focar a certa distância, olhos secos, dores de cabeça – e também no pescoço, nas costas e nos ombros.

Dentro deste caso, proteja a sua saúde ocular seguindo os seguintes passos:

  • Certifique-se de que seus óculos ou suas lentes de contato estão atualizadas e adequadas para o uso do computador.
  • Óculos ocupacionais podem ser necessários para algumas pessoas com a síndrome.
    Uma única lente bifocal pode ajudar a aumentar a percepção de contraste e filtrar o brilho e a luz reflexiva e reduzir os sintomas da fadiga ocular.
  • Posicione o seu computador, de modo que seus olhos fiquem em um nível superior ao do monitor.
    Isso permite que você olhe um pouco para baixo na tela.
    Tente evitar o brilho no seu computador a partir de janelas e luzes elétricas.
    Use uma tela antirreflexo, se necessário.
    Escolha uma cadeira confortável, posicionando-a de modo que seus pés fiquem no chão.
  • Lembre-se de piscar frequentemente, o que pode ajudar a prevenir os olhos secos e de descansar os olhos olhando a 20 metros de distância por 20 segundos a cada 20 minutos.
    A cada duas horas, levante-se e faça uma pausa de 15 minutos.

 – Deixe o cigarro de lado

Se você fuma, aqui está um bom motivo para deixar o tabaco. Fumar tem sido associado a um risco de aumento nos casos de catarata, lesão do nervo óptico e degeneração macular. Se você já tentou parar de fumar antes e não conseguiu, tente de novo.
Estudos mostram que quanto mais vezes você tentar parar de fumar, o mais provável é que, em determinado momento, obtenha sucesso.

 – Procure comer os melhores nutrientes para uma boa visão

Proteger seus olhos começa com a comida que você coloca no prato. Estudos têm mostrado que nutrientes como o ômega-3, os ácidos gordos, luteína, zinco e vitaminas C e E podem ajudar a evitar problemas de visão relacionados com a idade, como a degeneração macular e a catarata. Regularmente comer esses alimentos ajudam na boa saúde ocular:

Legumes, como espinafre e couve, salmão, atum e outros peixes oleosos, ovos, nozes, feijão e outras fontes de proteínas; laranjas e outras frutas cítricas ou sucos.

Comer uma dieta bem equilibrada também ajuda a manter um peso saudável, o que reduz o risco de diabetes do tipo 2. A diabetes é a principal causa de cegueira em adultos. 45% das pessoas com diabetes também desenvolvem a retinopatia diabética, o que prejudica a visão. Ter diabetes também aumenta o risco de glaucoma e catarata.

 – Realize consultas oftalmológicas anualmente

É preciso fazer, pelo menos, consultas anuais com um especialista. O médico irá avaliar a qualidade da visão e as condições oculares, além de atualizar o grau dos óculos, se necessário. Exames para analisar a pressão intraocular e a retina devem ser feitos periodicamente.

Veja também:   Quais os cuidados que você deve ter ao assistir um filme 3D?

Todos, até mesmo as crianças pequenas, devem ter seus olhos examinados regularmente. Isto é particularmente importante para uma boa saúde ocular, bem como a saúde em geral. Realizar exames de vista regularmente pode ajudar a proteger a vista e garantir que você está enxergando bem.

Com a idade, aumentam os riscos de algumas doenças oculares, como o glaucoma, que não tem sintomas. Então, é possível ter glaucoma e não saber. Grandes avanços médicos contra a degeneração macular, glaucoma, catarata podem ajudar as pessoas com essas condições a manter sua visão.
Ao fazer exames oftalmológicos regulares, você pode identificar outros problemas oculares no início, quando eles são mais fáceis de tratar.

Alimentos que ajudam a manter a sua saúde ocular

Uma dieta equilibrada é a melhor maneira para cuidar da saúde dos olhos. Certas vitaminas e nutrientes têm o poder de retardar a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) – problema que pode levar à cegueira, entre outros males, como o ressecamento ocular e até a catarata.
 É importante saber que certos alimentos, além de fazerem bem à saúde, também contribuem bastante para a manutenção da sua saúde ocular.

A seguir, listamos estes alimentos que devem passar a fazer parte do seu cardápio:

 – Ovos

Quem consome ovos tem acesso a uma boa fonte de luteína e zeaxantina. Além disso, a gema do ovo possui zinco, que tem papel importante na luta pela redução do risco de doenças associadas à degeneração ocular relacionada à idade.
Incluir ovos no café da manhã, por exemplo, colabora para que a retina fique mais forte para conter danos oxidativos e a perda gradual da visão.

 – Peixes

Alimentos ricos em ômega-3 e ômega-6, os tipos de alimentos que incluem peixe como ingrediente costumam ser os de origem asiática: salmão, truta, atum, anchovas e cavala. O peixe é um forte aliado no combate à Síndrome do Olho Seco, muito comum em crianças.
 Da mesma forma, ômega 6 e ômega 3 são essenciais para prevenir a degeneração macular (doença ocular que causa perda de visão) e participar na formação de vitamina A a partir de carotenos.
Portanto, para obter ácidos omega-6 gordos (ácido linoleico) pode consumir o óleo de soja, girassol, milho, e gérmen de trigo, assim como nozes e grãos, enquanto que os ácidos gordos ômega-3 (alfa linoleico) você pode conseguir com soja, linhaça, grãos integrais, sementes de abóbora e nozes.

 – Cenouras

A cenoura já é popularmente associada à manutenção da saúde dos olhos, e merece esta fama. Através do seu componente betacaroteno, proporciona acesso à vitamina A, que contribui para o fortalecimento e bom funcionamento da retina e outras partes do olho. Outros alimentos alaranjados também possuem este benefício, como a abóbora.
 Legumes e frutas com cores mais brilhantes (laranja, vermelho e amarelo brilhante) como cenouras, são conhecidos por seu alto teor de beta-caroteno, que o corpo converte em vitamina A, que é um grande aliado para prevenir a cegueira noturna, xeroftalmia (secura da córnea do olho, com a perda de visão), e prevenir o glaucoma (tensão ocular).
Outros alimentos recomendados são: tomate, abóbora, espinafre, beterraba, agrião.

 – Folhas verdes

Inclua uma salada de folhas verdes nas suas refeições e, assim, contribua para a sua saúde ocular. Esta recomendação fica ainda mais valiosa no verão, pois traz benefícios que protegem os olhos das ações do sol. Contribui também para conter o desenvolvimento da degeneração macular e da catarata.
 As verduras de cor verde intenso e amarelos escuros como couve-flor, couve de bruxelas e brócolis, também fornecem uma boa dose de vitamina A, que é importante para a visão noturna.

 – Frutas vermelhas

Este tipo de fruta é rico em vitamina C, que desempenha um papel vital na prevenção de diversas doenças oculares. Contém potentes antioxidantes que atuam nesta prevenção e impedem a progressão de doenças já em curso, como o glaucoma.

 – Pimentas

Contêm uma grande quantidade de vitamina C, que é essencial para a absorção de vitamina A e E. Vitamina C porque é necessária para que os capilares não fiquem enfraquecidos, enquanto a vitamina A e E protege as membranas celulares contra a oxidação protegendo seus ácidos gordos que ajudam a prevenir o aparecimento de cataratas.
Mas como tudo na vida, não se deve exagerar! Outros alimentos que você pode obter a vitamina E são: beldroegas, aspargos, alface, nozes, gérmen de trigo e sementes de girassol.
E a vitamina A: fígado, mamão, agrião, manga, cenoura, couve, espinafre, tomate e ovo.

Veja também:   Bico de papagaio - Causas, Sintomas e Tratamentos

Cuide-se! Diabetes causa cegueira

O diabetes é uma doença que atinge cerca de 347 milhões de pessoas, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.
Se bem controlada, ela não prejudica a qualidade de vida do paciente; porém, se não houver o controle adequado, o diabético pode ter riscos de problemas na visão, nos pés e também nos rins, nervos e coração, como alertam o endocrinologista Alfredo Halpern e o oftalmologista Emerson Castro.

Em relação à visão, o risco aumenta porque a diabetes provoca alterações nos vasos do corpo e, no caso dos vasos dos olhos, que são bem pequenos, pode causar também pequenos furos que dificultam a irrigação de certas áreas, o que leva à retinopatia diabética, uma das principais causas de cegueira.

Essa lesão nos vasos dos olhos pode também causar um derrame de sangue, que provoca manchas prejudiciais à visão. Por isso, o diabético deve fazer o exame de fundo de olho, pelo menos, uma vez por ano e precisa também manter a doença bem controlada como uma medida de prevenção.

Em alguns casos, esses vasos podem ser “cauterizados” com um tratamento a laser. Nessa situação, a mancha da retinopatia pode melhorar ou simplesmente não evoluir, mas em quadros mais graves, quando o derrame de sangue é muito grande, pode não ter efeito e a pessoa perder a visão.

Pode ocorrer ainda de a retina ficar pouco irrigada e ir “morrendo” aos poucos, até a pessoa perder a função do órgão e não enxergar mais. Dados mostram que diabéticos há 20 anos têm 90% de chance de ter algum grau de retinopatia, no entanto, esses problemas podem ser evitados e controlados se a diabetes estiver sob controle.

Como prevenção, os médicos alertam que pacientes com diabetes tipo 2 devem fazer acompanhamento com um oftalmologista após 5 anos do descobrimento da doença. Já quem tem diabetes tipo 1 precisa fazer uma consulta assim que for feito o diagnóstico.
Para detectar a retinopatia diabética, o exame feito é o de fundo de olho, simples e barato – se diagnosticada, o médico vai indicar o melhor tratamento e, principalmente, se preocupar em controlar a diabetes.

A dica de controle como prevenção vale também para evitar outros problemas. A má circulação, seja por causa dos pequenos vasos sanguíneos ou grandes, pode lesar o coração, o cérebro, os membros inferiores, os rins, os nervos e também a pele, além de retardar a cura de lesões.
Por isso, os pacientes com diabetes apresentam muitas complicações graves em longo prazo, como infartos e AVC, por exemplo.
No caso dos rins, pode ocorrer uma alteração no fluxo e, consequentemente, insuficiência renal; nos nervos, pode ocorrer uma neuropatia, que é a falta de sensibilidade em qualquer região do corpo.

No entanto, as complicações são mais comuns nos membros inferiores e, por isso, os pacientes com diabetes descontrolada devem ter uma atenção especial principalmente com os pés.

Isso porque as lesões que o excesso de açúcar no sangue provocam nos vasos e nervos atrapalham a irrigação e, somadas à falta de sensibilidade, podem levar a quadros mais sérios – segundo o endocrinologista Alfredo Halpern, qualquer lesão no pé, por exemplo, demora mais para cicatrizar e, por isso, pode se transformar em úlceras, infecções importantes, trombose e, em alguns casos, amputações.

Além da saúde ocular, a saúde em geral é indispensável e a alimentação precisa contemplá-la. Antes de fazer qualquer alteração radical no seu cardápio, consulte um especialista para adaptar as mudanças ao seu estilo de vida.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais: