Os Benefícios do Pilates para idosos

Uma vida ativa é primordial para manter a homeostase entre a síntese de colágeno e sua degradação. A síntese do colágeno depende da habilidade da célula em transmitir a força mecânica em uma ação bioquímica.
Sabe-se que exercícios de alongamento estimulam a renovação de colágeno para suportar maior estresse. Além disso, melhoram a homeostase entre as glicosaminas e a água, conservam o espaçamento interfibrilas e diminuem as condições favoráveis a formação de adesões .
Nos diabetes do idoso as regiões mais limitadas de flexibilidade são as falanges e os ombros.
Assim, observamos que os exercícios de Pilates ajudam ao idoso com diabetes trabalhando com alongamentos e exercícios de força para melhorar a flexibilidade e a força em ombros e tendões.
Articulações mal alinhadas e frouxas facilitam a instalação de lesões e osteoartroses nos idosos. Há revisões de literatura em que se observou que lesões nos ligamentos colaterais e lesões do menisco associavam-se ao desenvolvimento da osteoartrose em idades prematuras.
Instalada a osteoartrose no joelho e quadril, ela aumenta o custo energético para determinado esforço, dificultando a subida e descida de escadas. Em algumas situações, pode impedir a movimentação até em atividades simples como jardinagem e passeios em parques.
O idoso consegue eliminar a rigidez da osteoartrose e grande parte da dor mediante a pratica contínua de exercícios de Pilates, ativando assim a circulação e diminuindo os espasmos musculares.
É importante para o idoso manter índices de flexibilidade, porque com isso consegue-se interromper a redução natural da flexibilidade. Assim os efeitos dos exercícios de alongamento são positivos independentes do aumento da flexibilidade.Influência na Osteoporose
Na osteoporose há muita fragilidade do esqueleto e maior suscetibilidade à fratura após pequenos traumas, além de dores nas costas devido a contraturas musculares ou por microfraturas e deformidade da coluna com diminuição da altura da pessoa. Geralmente o fêmur e a coluna são as mais acometidas.
Nos exercícios de Pilates trabalha-se com exercícios de fortalecimento dos músculos envolvidos com estas estruturas e de extensão da coluna visando melhora da força muscular, condicionamento físico e coordenação.“Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem” (Joseph Pilates)

Influência na Postura
A postura incorreta faz mais do que diminuir a auto confiança e a dignidade: obstrui a respiração, tensiona os músculos e ligamentos e pode afetar adversamente as articulações da coluna, propensas a artrite, artrose e dor generalizada. As alterações de postura do idoso são: cifose constituída pela cifose dorsal e cervical – a cabeça é projetada para frente e os ombros ficam cronicamente curvados, repuxando apenas os músculos do pescoço; diminuição da curvatura lombar; aumento do ângulo de flexão do joelho e o deslocamento da articulação coxofemoral para trás e a inclinação do tronco para frente.

Quem foi Pilates?

Joseph Hubertus Pilates nasceu em Mönchengladbach, uma pequena cidade perto de Dusseldorf, Alemanha. Ele foi uma criança pequena e doente, que sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Ficava observando as outras crianças brincarem, correndo e rindo, ficando com um corpo saudável, forte e fisicamente atrativo como os de seus pais.
O pai de Joseph Pilates foi um campeão olímpico, e sua mãe uma naturóloga.
“Deve haver uma maneira de vencer minhas limitações”, pensou Pilates. Quanto mais ele pensava, mais determinado ele crescia.
Uma família de médicos lhe deu um livro velho de anatomia do corpo humano, e Pilates falou: “Aprenderei cada página, cada parte do corpo humano”. Antes da adolescência, Pilates começou a pesquisar muitos tipos de exercícios, tanto ocidental como oriental, para ajudar seu treino de fortalecimento. Ele pesquisou os livros nas bibliotecas de universidades em Düsseldorf. Na época, com 14 anos, havia desenvolvido tanto seu fisico que trabalhava de modelo para cartilhas de anatomia.
Em casa, Pilates praticava cada exercício que havia lido a respeito.

Ele mantinha registros dos efeitos de cada movimento para medir seu progresso. Ele estudou Yoga, meditação Zen, e muitos outros tipos antigos de exercícios greco-romana
Acreditava fielmente no dizer Romano “Mens sana in corpore sano” (mente sã, corpo são), a filosofia que é a chave para o método Pilates.
Segundo Joseph existe seis princípios básicos da atividade: respiração, concentração, controle, alinhamento, centralização e integração de movimentos.

Durante a Primeira Guerra Mundial, em 1912, Joseph Pilates ganhava a vida na Inglaterra como lutador de boxe e foi considerado um inimigo estrangeiro sendo preso em um campo de concentração. Pilates tornou-se então enfermeiro e treinou os outros estrangeiros com os exercícios de cultura física que havia criado. Sua técnica só foi reconhecida quando nenhum dos internos daquele campo sucumbiram a uma epidemia de gripe que matou milhares de pessoas na Europa em 1918.