Quais são os males que os ácaros trazem à saúde humana?

Esses micro-organismos estão presentes, principalmente, em colchões, almofadas, cobertores e tapetes.
Os ácaros, grandes vilões causadores de alergias em humanos (ácaros domésticos), são seres minúsculos, geralmente menores que um milímetro de comprimento, que pertencem à classe dos aracnídeos e fazem parte da subclasse Acarina ou Acari, da qual também fazem parte os carrapatos.
 São terríveis à saúde humana, já que favorecem a manifestação de doenças de natureza alérgica como asma, rinite e dermatite atópica.
Para evitar sua proliferação, lave ou exponha ao sol periodicamente as roupas de cama, durma em quartos arejados, dê preferência ao uso de ededrons antiácaros, evite o contato com bichos de pelúcia e deixe os animais de estimação como gatos e cachorros fora de casa.

Se você já teve o azar de ter sido vítima de picadas de larva de ácaro, talvez já tenha ouvido falar de uma lista enorme de remédios para isso.
Amigos e parentes podem sugerir de tudo, desde cobrir as picadas com esmalte de unha, até passar uma grande quantidade de terebintina, mas, infelizmente, poucos desses remédios realmente funcionam e, alguns deles, como banhar-se com solventes, são perigosos.
 Entretanto, toda a preocupação em evitar picadas de larva de ácaro  e as tentativas desesperadas de curá-las são passíveis de compreensão.
Picadas de larva de ácaro coçam intensamente e podem levar semanas para desaparecer.
Visto que as larvas de ácaro procuram a pele mais fina em nossos corpos, elas tendem a se agrupar em locais delicados e sensíveis.
Além disso, é raro ter apenas uma picada de larva de ácaro – elas costumam aparecer em grupos.

As picadas, com frequência, têm um ponto vermelho ou branco no centro. Juntamente com o desconforto que se prolonga durante muito tempo, as manchas freqüentemente levam as pessoas a acreditar que as larvas de ácaros estejam fisicamente incrustadas em sua pele. Essa ideia pode ser o equívoco mais comum a respeito delas.

Veja também:   Porque vejo bolas coloridas depois de olhar para a luz ?

Estes seres diminutos têm explorado uma incrível variedade de habitats devido a sua pequena dimensão (a maioria são microscópicos) e são raramente notados. Grande parte dos ácaros vive livremente no solo ou na água, como também existem espécies que vivem como parasitas de plantas e animais vertebrados e invertebrados.
Para se ter uma ideia existem cerca de 48.
000 espécies diferentes de ácaros descritas, que representa uma pequena fração diante da diversidade total de ácaros existentes no mundo, segundo acarologistas (cientistas que estudam os ácaros).

As características morfológicas dos ácaros podem variar consideravelmente entre os diferentes tipos de espécies. Em geral, os ácaros apresentam o corpo indiviso (não separado em regiões ou tagmas), apresentam gnatossoma e quatro pares de pernas quando atingem a fase adulta.
Muitas espécies apresentam pilosidades com função táctil na superfície do corpo e colorações que variam entre tons de marrom, vermelho, alaranjado, preto, verde e até mesmo combinações de várias cores.
A maioria dos ácaros são ovíparos e vivem mais ou menos cem dias.

Eles sobrevivem bem em colchões, tapetes, almofadas, sofás, bonecos de pelúcia e roupas de camas e adoram lugares úmidos. Alimentam-se de escamas de pele humana e de animais e são verdadeiras pragas domésticas (Os ácaros domiciliares reproduzem rapidamente). Um metro quadrado de um tapete em uma residência pode conter até 100 mil ácaros.
Além disto, os excrementos dos ácaros e os ácaros mortos dispersam-se em poeira fina, o que pode ser facilmente inalado causando alergias.

O tratamento da alergia causada por ácaro começa com a prevenção. Recomenda-se a lavagem regular de colchões, cobertores e travesseiros com água quente. Doentes asmáticos e alérgicos são aconselhados a evitar travesseiros de pena devido à maior presença destes seres.
 Os anti-histamínicos também são úteis como a cetirizina, que tem sido eficaz na redução de sintomas alérgicos (coceira, espirros, vermelhidão nos olhos, nariz escorrendo e congestão nos pulmões).
Veja na foto ao lado ácaro da espécie Sarcoptes scabiei, causadora da sarna.

Veja também:   Por que sentimos tontura quando ingerimos álcool ?

Além dos ácaros domésticos existem ainda os ácaros parasitas do homem. Estes podem atingir os folículos pilosos e as glândulas sebáceas, como o Demodex folliculorum, provocando a formação de cravos, como também atingir as áreas cutâneas, como o Sarcoptes scabiei, o famoso causador da sarna humana (escabiose).
Os ácaros também causam grandes perdas agrícolas como o ácaro vermelho das palmeiras (Raoiella), ácaro hindu dos citrus (Schizotetranychus hindustanicus) e o ácaro da erinose da lichia (Eriophyes litchii).

Prevenção de picadas de larvas de ácaros

As larvas de ácaro são quase invisíveis a olho nu, de forma que não há o que você possa fazer para evitar ser picado por elas. Entretanto, diversas medidas simples podem diminuir a probabilidade de que você venha a se tornar um hospedeiro de uma larva de ácaro.

  • Use roupas de manga comprida e calça comprida feitas de tecido firmemente trançado.
    Isso proporcionará uma barreira física que pode ajudar a deixar as larvas de ácaro longe de seu corpo.
    Também é uma boa ideia enfiar as calças dentro das botas, de modo que não haja nenhuma pele exposta.
  • Use um repelente de insetos.
    Muitos especialistas recomendam repelentes que contenham a substância química DEET (N,N-dietil-m toluamida – repelente de insetos para aplicação sobre a pele amplamente utilizado para evitar as picadas de mosquitos).
    Outros sugerem o uso de enxofre, embora este possa ter um forte odor.
    Independentemente de qual repelente você escolher, certifique-se de seguir corretamente as instruções de uso.
    Alguns repelentes podem ser utilizados apenas em roupas ou devem ser reaplicados após um determinado período de tempo.
    Nunca use coleira anti-pulgas para tentar repelir as larvas de ácaro ou qualquer outra praga – as substâncias químicas contidas em coleiras anti-pulgas podem queimar ou irritar a pele humana.
  • Atenha-se às trilhas marcadas e fique longe de plantas daninhas altas, arbustos e pequenos arbustos pesados.
  • Tome um banho completo de chuveiro depois de entrar em quaisquer áreas que apresentem a possibilidade de estar infestadas.
    Cubra seu corpo com espuma de sabão diversas vezes e enxágue completamente.
    Visto que as larvas de ácaro podem ficar andando de um lado para o outro durante horas, um banho imediato pode levá-las para longe antes que possam causar quaisquer danos.
  • Lave qualquer peça de roupa, usada em áreas infestadas por larvas de ácaro, em água quente e com sabão.
    A água quente e o sabão irão matar as larvas de ácaro, entretanto, elas podem sobreviver a lavagens de roupa com água fria ou morna.
Veja também:   Porque os remédios mudam a cor do xixi?

.

Artigos Relacionados